Escapou fedendo

Captamos na frequência do rádio que um grupo salineiro conhecido no Rio Grande do Norte, com sede em Mossoró, esteve bem perto de perder seu principal polo econômico (uma de suas salinas) em virtude de um débito que ultrapassa alguns milhões de reais.

É que em empréstimo realizado (certamente dentro de toda legalidade), ofertou o bem maior da empresa em garantia, e como estava sem pagar, ou seja, dando o verdadeiro calote, o credor resolveu buscar exercer seu direito e tomar o bem.

Em mais uma negociação legal, o mega empresário pagou parte do débito e renegociou o restante.

O muído foi grande… Escapou fedendo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo